O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 22 de Março de 2012
Palpita-me que esta greve (recurso que defendo) vai atingir mais as vítimas da crise do que os causadores da crise.
 
Ela vai ser feita por aqueles que ainda têm emprego. Não poderá ser feita por aqueles que já não têm trabalho.
 
Os responsáveis pela crise virão dizer que não podem mudar a situação. As vítimas da crise é que continuarão a sofrer.
 
Julgo que é tempo de repensar certas formas de actuação. Também é preciso inovar nas formas de intervenção cívica!
 
De uma greve esperar-se-ia que fosse sobretudo uma acção cidadã. Os protagonistas deviam ser os trabalhadores.
 
Mas se a realidade está na comunicação, o que nos é mostrado é que a greve tende ser uma manifestação sobretudo política.
 
A toda a hora, neste dia, surge sempre o mesmo líder sindical e o mesmo líder partidário.
 
É óbvio que, num país lívre, ninguém está impedido de intervir. Mas era salutar que o espaço mediático fosse mais aberto!
 
A propósito deste dia, evoco Camilo José Cela: «Uma greve de intelectuais, que é um pressuposto improvável, paralisaria a marcha do mundo»!
publicado por Theosfera às 10:13

De Marcelo a 22 de Março de 2012 às 13:46
A melhor forma de unir o povo contra a bestialidade administrativa e não prejudicando-o. Façam manifestações com transportes gratuitos, garantiriam apoio do povo e tocariam no bolso do patrão!!!

De Maria da Paz a 23 de Março de 2012 às 03:51


Bem pensado!
Maria da Paz


mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9


20



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro