O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 12 de Março de 2012

1. Ai dos que pensam que tudo sabem e que nunca se enganam.

 

Até podem ser competentes, mas mostram-se imprevidentes e podem tornar-se muito perigosos.

 

Os maiores erros e muitos dos maiores crimes são cometidos por pessoas que se julgam ungidas pela verdade absoluta.

 

Não admitem discussão nem aceitam a divergência. O mundo parece acabar naquilo que os seus olhos captam e a sua mente assimila.

 

Para eles, os outros não podem fazer o mesmo. Não podem captar nem assimilar a realidade. Só podem aceitar e assimilar o que eles impõem.

 

 

2. Quando a virtude se transforma em orgulho, a convivência ameaça tornar-se pouco menos que insuportável.

 

Algumas dessas pessoas até falam muito de Deus. Mas, em vez de caminhar para Deus, parece que pretendem ocupar o Se lugar.

 

Decidem tudo. Decidem por si. E decidem pelos outros e para os outros.

 

Habituaram-se a conjugar, com os lábios e sobretudo com a vida, o verbo «impor», o verbo «mandar», o verbo «possuir», o verbo «perseguir».

 

Era bom que tivessem presente que Jesus nos ensina, com os lábios e sobretudo com a vida, a conjugar o verbo «dar», o verbo «respeitar», o verbo «servir», o verbo «amar».

 

 

3. Muitas vezes, a nossa dificuldade não está só em caminhar para a frente. Está também em olhar para trás.

 

Falta-nos capacidade para olhar devidamente para os começos, para Jesus, para a revolução que desencadeou. Não apenas nas estruturas, mas, antes de mais, nos corações.

 

Há muito que nos foi ensinado por Jesus. E há muito de Jesus que ainda não aprendemos. Nem apreendemos.

 

Não somos auto-suficientes nem totalmente independentes. Precisamos uns dos outros não só quanto às acções, mas também quanto às convicções.

 

A verdade é-nos oferecida. Circula entre todos. Ninguém é proprietário dela. E acreditamos que, maximamente, ela nos vem de Deus.

 

 

4. Dizia Madre Teresa de Calcutá que a coisa mais fácil neste mundo é enganar-se, é enganarmo-nos, é sermos enganados.

 

E onde mais este engano se verifica não é no âmbito da ciência. É na ponderação das situações e na avaliação das pessoas.

 

Mais espantoso ainda, são as pessoas mais conhecedoras e mais sérias que se mais enganam quanto às situações e às pessoas.

 

Como tendem a ver os outros com os seus olhos (que são puros), facilmente se deixam envolver numa imagem que não corresponde à realidade!

 

Nem tudo vem pelos livros. Não são os livros que mostram o que vai na alma. Só Deus sabe inteiramente o que vai no interior do homem (cf. Jo 2, 25).

 

 

5. Não podemos optar pela desconfiança sistemática. Mas também não devemos enveredar pela ingenuidade.

 

Há que estar disponível e manter-se atento. Não é sadio agir em função do preconceito. É importante que nos habituemos a decidir em função do pós-conceito.

 

Ou seja, o que nos há-de mover não é o conceito que alguém nos pretende impor antes, mas o conceito que a vida nos fornece.

 

E, se repararmos, há muito que não sabemos acerca do homem, da vida e de Deus. Muito do que dizemos sobre Deus não corresponde ao que Ele é em Si e ao que Ele mostra para nós.

 

Deus é uma surpresa total. Deixemo-nos envolver pela Sua presença. Pelo Seu amor. Pela Sua infinita paz!

publicado por Theosfera às 11:13

De António a 12 de Março de 2012 às 13:06
Brilhante este texto, estimado padre João António. Deus só foi genuinamente conhecido pelos verdadeiros místicos, que sempre O viram como Amor e Bondade.

E como também referiu o pensador marxista e ateu Alain Badiou, ""O cristianismo é São Francisco de Assis, a santidade verdadeira, o advento da ideia de uma verdadeira generosidade para com os pobres, a caridade"


De Theosfera a 12 de Março de 2012 às 13:23
Muito obrigado, Bom Amigo. Deus o abençoe. Abraço.


mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9


20



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro