O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012
Erasmo publicou, há séculos, um elogio da loucura. Muito tempo antes, já Paulo dizia que a Cruz era vista como loucura.
 
Rubem Fonseca terá dito, ontem mesmo, que «todo o santo é louco». E acrescentou que louco tem de ser também o escritor.
 
Dá para entender. Esta loucura está mais na avaliação dos outros do que na vida do próprio.
 
Para o vulgo, louco é o que rompe, o que sai da mediania, o que não transige com a sensaboria.
 
Diria, pois, que, no tempo que passa, precisamos cada vez mais de «loucos». Para que menos «tolo» seja o mundo!
publicado por Theosfera às 10:03

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9

14

20
25



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro