O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2012
Há coisas que só consideramos óbvias depois de terem acontecido. É por isso que a vivência do presente e a construção do futuro muito ganhariam com o estudo do passado.
 
A história não se repete, mas reflecte-se. Em meados dos anos 30, quando Hitler já estava no poder, ainda havia quem acreditasse que o pior não iria acontecer.
 
Chamberlain, primeiro-ministro britânico, apostou tudo no charme junto do ditador alemão. Achava que iria frear os seus instintos.
 
Sabemos como tudo acabou. O grande problema é que tendemos a ver as coisas como nos (a)parecem e não como são.
 
Hoje, vivemos um momento semelhante. Apenas muda o armamento. Outrora, pegava-se em armas. Hoje, sufoca-se a economia!
 
Uma das lições que a história nos oferece (e as memórias de Churchill certificam-no à saciedade) é que os dirigentes chegam tarde, muito tarde, à compreensão da história.
 
Em finais da década de 30, quase ninguém imaginava o que Hitler se preparava para executar.
 
Hoje continuam a faltar líderes com visão, com capacidade de antecipação!
publicado por Theosfera às 10:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9

14

20
25



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro