O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 26 de Dezembro de 2009

 

Será que já nos apercebemos de que a maior parte dos passos que damos — e que ouvimos — são passos que aspiram ódio e respiram violência?
Mas é verdade. Sobretudo aqueles passos apressados. Que são, regra geral, passos a fugir de alguém. Ou passos a perseguir alguém.
E, depois, é o culto que se está a gerar.
Já viram quantos passos vemos em prol da paz? Poucos. Praticamente nenhuns.
Ao invés, à volta da guerra é um sem-fim de passos. A indústria beligerante é, indiscutivelmente, uma das mais prósperas neste mundo.
É mais fácil assistirmos a uma condecoração por feitos cometidos em guerras do que a homenagens por gestos em favor da paz.
Estranho mundo este, em que aquilo que destrói é mais apreciado do que aquilo que constrói e edifica.
É totalmente diferente, porém, a lógica de Deus. Para o Emanuel — Deus connosco e Deus para nós —, as coisas são de outro modo. Deus não faz retórica com a paz. Deus é paz. Em pessoa. Em projecto. Em oferta.
Por conseguinte, se não temos paz, então é porque (ainda) não temos Deus…
 
publicado por Theosfera às 11:43

De António a 26 de Dezembro de 2009 às 15:58
Sem Deus pode haver Paz.Os budistas não acreditam em Deus e,no entanto, professam uma Doutrina admirável.O que não pode haver é Paz sem Bondade.Mas entendo e até subscrevo o sentido deste seu maravilhoso texto.Tocou-me profundamente a homilia de Natal de D. José Policarpo. Falou de uma forma simples, magoada. Contudo,muitíssimo bela.Disse grandes verdades e interpelou as nossas consciências para o grande sentido de Deus e de sermos cristãos...


mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro