O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 06 de Fevereiro de 2012
1. Uma pergunta atravessa estes dias: porque é que as pessoas vão cada vez menos às igrejas?
 
Não é nova a pergunta nem recente a inquietação. Há décadas que insistimos nos diagnósticos.
 
Periodicamente, vamos à procura de números que, invariavelmente, apontam a mesma tendência: quebra na participação.
 
Há muito que os censos permitiram apurar o senso dominante. Preocupante é se a persistência nos diagnósticos denunciam uma falta de estratégia para inverter a situação.
 
A realidade é por demais conhecida. Conseguirá ser alterada? Em alguns locais, sim. Não faria mal, por isso, ir ao encontro dessas práticas.
 
 
2. Acresce que não nos devemos quedar pela pergunta inicial. Não basta, com efeito, inquirir pelas razões que levarão as pessoas a afastar-se das igrejas.
 
Esta pergunta deveria ser complementada com uma outra: será que a Igreja vai ao encontro das pessoas?
 
E, quando vai, escuta-as? Não é só o «zeitgeist», o ar do tempo, que explica o desencontro crescente.
 
É preciso muito mais do que retórica para atrair as pessoas. É necessário convicção, testemunho, vivência, atenção, amor, paz!
 
O Evangelho proclama-se ao domingo nas igrejas. Mas é para viver em cada dia em todos os lugares.
 
O Evangelho está escrito em forma de livro para ser inscrito em forma de vida.
 
S. Paulo atesta que anunciar o Evangelho é, para ele, uma obrigação que incorpora como uma prioridade: «Ai de mim se não evangelizar» (1Cor 9, 16). Ele respirava Evangelho até à medula do seu ser.
 
 
3. O terreno onde o Evangelho é semeado chama-se família, local de trabalho ou de lazer. É em casa, na rua, na oficina, na escola, no hospital, no estádio que o Evangelho fermenta!
 
As homilias são, desde há muito, mais um problema do que uma oportunidade. Não só por serem longas. Mas sobretudo por parecerem vazias e entediantes.
 
Sucede que a alternativa não pode passar pelo «engraçadismo», pela frase bombástica, pelo mero «soundbyte».
 
Uma homilia não é um acto de propaganda nem uma operação publicitária. É um acto de convicção, uma partilha do que vem do fundo.
 
Jesus dizia o que as pessoas precisavam de ouvir: apontava um rumo, indicava um sentido.
 
Não estava constrangido pela corrente dominante. Era humano. E, por isso, respirava uma aragem divina!
 
 
4. Um dos riscos das alternativas é reproduzirem as situações.
 
Notamos um problema, mas em vez de nos debruçarmos sobre ele, acabamos por nos determos em frases, conceitos ou slogans acerca dele.
 
A Igreja tem um apreciável património conceptual, artístico, litúrgico. É tudo muito belo. Mas a atenção tem de estar focada no essencial, no Evangelho. E o Evangelho é a centralidade de Deus e a prioridade do Homem. O fundamental é, pois, a espiritualidade e a solidariedade!
 
O essencial da missão é levar o Evangelho a todas as pessoas. Foi o que fez Jesus. É o que devemos fazer nós.
 
Aliás, o Evangelho é Jesus: a Sua mensagem e a Sua pessoa. Urge, porém, estar atento.
 
Já foi necessário criar uma ordem chamada dos pregadores porque o habitual era dedicarem-se à gestão, à estrutura e pouco ao Evangelho.
 
O Evangelho percorre um caminho que vai da evangelização à evangelidade.
 
A evangelização é a oferta testemunhal do Evangelho. A evangelidade é a descoberta do Evangelho que emerge na vida de todos.
 
No fundo, evangelizar é como cavar: é levar a encontrar o que Deus semeou na profundidade do ser de cada um!
publicado por Theosfera às 10:29

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9

14

20
25



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro