O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 06 de Janeiro de 2012
Ser fiel a quem nos decepciona não é fácil.
Continuo fiel ao jornal que compro desde o primeiro dia da sua aparição: 5 de Março de 1990.
Confesso que já pouco me atrai nele. De dia para dia, penso em deixá-lo. Mas, no amanhecer de um novo dia, volto a ceder.
Hoje, porém, vale a pena pelo ensaio que traz sobre o nosso maior ensaísta: Eduardo Lourenço.
Uma homenagem sentida a um pensador brilhante. E, coisa rara, humilde.
Ao invés de muitos, Lourenço está cheio de muita coisa. Mas nunca deu mostras de estar cheio de si.
Até nisso é (saudavelmente) heterodoxo!
publicado por Theosfera às 10:47

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
17
18
19

26
28



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro