O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 06 de Janeiro de 2012
Há um paralelismo cada vez mais assimptótico entre a vida política e a vida cidadã. Parecem caminhos que nunca se cruzam.
Do Estado chegam-nos ecos de preocupações sobre as contas públicas, sobre o equilíbrio orçamental, sobre o défice.
Mas o que devia estar no centro das preocupações é a situação da pessoa que trabalha e não recebe. Ou da pessoa que nem sequer trabalha.
Como dormir descansado quando há tanta gente que não vê qualquer futuro mesmo se ao futuro chegar?
publicado por Theosfera às 10:43

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
17
18
19

26
28



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro