O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

É um assunto delicado e continuo a pensar que o mais sensato seria o silêncio. Mas já que o Padre Rui resolveu falar, escutemo-lo.

 

A RTP1 anuncia uma entrevista de 38 minutos com o sacerdote que, após um ano de ordenação, saiu das paróquias na companhia de uma jovem.

 

Pelo excerto que já foi divulgado, dá para perceber que a decisão foi a consequência de atitudes que o magoaram.

 

 É por isso que a oração é determinante sobretudo nas horas de drama. Mas é por isso também que não condeno ninguém. Há dramas que desfiguram completamente um rumo.

 

Tenho acompanhado casos de colegas que deixam o ministério no meio de uma tormenta em que a falta de acompanhamento e de humanidade foram a causa determinante.

 

Mas creiam todos que é sobretudo aí (na hora do drama) que o Senhor mais faz sentir a sua presença.

publicado por Theosfera às 16:26

De António a 16 de Dezembro de 2009 às 22:36
Não conheço as razões do Padre Rui. Mas se o Amor por uma mulher falou mais forte do que a sua anterior decisão sacerdotal,isso só significa que não quer ou não é capaz de viver em sacerdócio celibatário.É uma opção tão legítima quanto a de viver em absoluta castidade.Para o sacerdócio só deve ir ou manter-se quem tiver uma inabalável vocação. E se Deus é o Ser mais bondoso e tolerante,ninguém tem o direito de censurar o Padre Rui...


mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro