O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011
Grandes políticos são maiores que os problemas. Enfrentam-nos. E acabam por vencê-los.
Os outros não só não os vencem como ainda os criam. Hoje, temos porblemas novos e políticos novos.
Curiosamente, os políticos novos não parecem capazes de fazer frente aos problemas novos.
Há pouca substância e demasiados lugares-comuns.
A mudança só pode surgir por contraste. Não é na esteira desta geração de líderes que a (ansiada) mudança regressará!
 
Quando se diz que temos a geração mais qualificada de sempre, era bom que olhássemos para as lideranças que estamos a produzir.
A lideranças fracas sucedem lideranças ainda mais frágeis. Cuidado com as generalizações.
Há muitas competências. Falta, porém, vibração, profundidade, cultura, humanismo, complexidade.
Um pouco mais de humildade (e menos deslumbramento) ajudará a reverter a tendência.
 
A mediocridade é desconfiada e atrevida. Persegue e afasta quem poderia estar disponível para contribuir.
Só que, infelizmente, a competência raramente anda de mãos dadas com a apetência.
Quem tem muita apetência pelo poder raramente revela competência para o exercer.
 
 
publicado por Theosfera às 10:26

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro