O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 13 de Dezembro de 2011
É preciso mudar.
Todos o dizemos. Mas, ao mesmo tempo, todos o impedimos.
Não é fácil a mudança, apesar de necessária.
Há quem bloqueie. Há quem atropele.
Acredito muito nas novas gerações, que ainda vivem em «estado puro».
Que nunca percam essa pureza. O caminho é estreito. Mas o mundo tem de mudar. A partir de nós!
publicado por Theosfera às 11:22

De Evágrio Pôntico a 14 de Dezembro de 2011 às 16:41
Com todo o respeito que me merecem sempre as suas avisadas considerações, permita-me, Sr. Padre João, que expresse a minha forte dúvida em relação aos critérios da mudança. Nas circunstâncias actuais, não creio que ela possa operar-se senão através da violência. Infelizmente, mas parece-me uma dramática realidade …

Em Portugal, o sistema partidário detém o poder, não o largará, a Constituição foi congeminada à medida dos interesses dos partidos, é um tampão a qualquer mudança, e ninguém, fora dos partidos, poderá sequer sonhar em chegar ao poder... Foi tudo preparado, desde o início, para eles, os dos partidos, viverem à custa do suor e do trabalho do Zé Povinho.

Estamos todos reféns do sistema partidário (a nível de Portugal, e a nível europeu), que subjuga os cidadãos anónimos e lhes impõe sacrifícios - através de um sistema fiscal profundamente injusto! -, para que os srs. da política possam viver "à grande e à francesa"...!

Repare que os da política não têm vergonha nenhuma: como se justifica que a actual presidente da Assembleia da República, receba, desde os 42 anos, uma pensão de 7.000 euros mensais…?! Por ter sido juíza do Tribunal Constitucional? E o que fez nesse Órgão, de tão importante? Quem a meteu lá? Tinha capacidade e conhecimentos para exercer condignamente o cargo?
(E, já agora, que falta faz um tal tribunal, que é apenas uma excrescência "democrática", um tribunal político, onde vence sempre, não a Justiça, mas as conveniências políticas do momento, tribunal composto por conselheiros (?!) nomeados pelos partidos, para acautelarem os interesses espúrios desses mesmos partidos…?!).

Não é isto uma gritante obscenidade? Por muito brilhante que seja a Senhora, como pode auferir uma reforma - aos 42 anos!!! - tantas vezes superior à de um pobre trabalhador que se esforçou a vida inteira, tantas vezes de sol a sol, tantas vezes angustiado pelo dia-a-dia roçando a miséria… para que nada faltasse à mesa do rico…?!

Como é que tantos políticos se reformaram antes do tempo normal, e recebem subvenções vitalícias (que vamos todos continuar a pagar durante quanto tempo?) de 2 e 3 milhares de euros…?! E, além disso, ainda têm as pensões "normais"... Por exemplo, o Dr. Marques Mendes, ainda não tinha 50 anos e já recebia aquela prebenda. Por quê? Que de útil fez ao País para ser assim recompensado…?!

Por que razão 3 ex-presidentes da república têm de ter gabinetes próprios (qual a utilidade…?!) e o acervo de mordomias inerentes, pagas por todos nós…?! Já recebem 2,3,4 reformas. A que título, e com que fundamento, auferem mais esta essa benesse?

E por aí fora… O rol dos que nos exploram é infindável - e atentatórios da dignidade humana os vencimentos que lhes são atribuídos!

O que fizeram, ou fazem, eles, mais do que a maioria dos Portugueses...?
Eu digo-lhe, Sr. Padre João: congeminam leis iníquas para poderem extorquir "legalmente" dinheiro ao Povo, alteram as leis penais a seu favor, para se defenderem uns aos outros das manigâncias e velhacarias perpetradas…!
E por que razão não são responsabilizados, civil e criminalmente, quando se prova a sua grosseira incompetência, gestão danosa - tantas vezes contra o próprio Estado! -, a sua má fé, dolo e corrupção… e até crimes contra os inocentes… ?!

Apetece-me dizer como Cícero a Catilina, no forum romano: "Quousque tandem abutere… patientia nostra…?!".

Eleva-se aos Céus o clamor dos pobres perante tanto vexame e tamanho atropelo aos seus legítimos direitos! Na justiça humana já deixei de acreditar há muito. Confio e espero apenas na JUSTIÇA DIVINA!

De Theosfera a 14 de Dezembro de 2011 às 18:50
Obrigado, bom Amigo. Eu sei que a via é estreita. Mas temos de apostar na mudança com paz e sem violência, apesar de esta ser induzida por atitudes como a que reporta. Por isso é que dizia ser bom que os mais pequenos nunca perdessem a pureza de que são portadores. Não é fácil. Creio não ser impossível. Abraço amigo no Senhor.


mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro