O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 13 de Dezembro de 2011
A verdade é, muitas vezes, o que queremos não ver e aquilo em que preferimos não acreditar.
Quem no-la traz nem sequer é olhado como um ser humano. É despachado como um louco.
Falamos muito da realidade, mas, no fundo, gostamos mais da ilusão. Os profetas da antiguidade nunca foram bem tratados. O maior de todos até foi assassinado. E as vozes incómodas de hoje continuam a ser silenciadas!
 
A reputação de cada um não depende apenas da sua integridade. Depende também (e bastante) da predisposição dos outros em reconhecê-la.
Simon Wiesenthal ilustra bem esta situação com um dado pessoal.
Interpelado por um oficial nazi acerca do que tencionava contar sobre os campos de concentração, respondeu: «Apenas a verdade».
Réplica cortante do interlocutor: «Pensariam que estavas louco, ninguém acreditaria em ti».
A realidade, muitas vezes, parece inacreditável. Mas é sobretudo incómoda. Por isso o mais fácil é atacar quem no-la conta.
Umas vezes, fala-se de loucura. Outras vezes, diz-se (olimpicamente) que «não foi bem assim»!
O problema é que as coisas acontecem. Mesmo que não queiramos!
 
publicado por Theosfera às 11:04

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro