O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 05 de Dezembro de 2013

A vida de Mandela não foi um episódio. O seu legado será eterno.

Com Jonh Carlin, também pressinto que Madiba «está 500 anos à frente dos políticos de hoje».

Homens como Mandela nunca deixarão de viver. Mesmo quando a morte os chama!

publicado por Theosfera às 23:19

Mandela foi mais que político, mais que estadista.

Mandela é uma referência, um ícone, um farol, um símbolo.

Esteve no poder, mas, acima de tudo, teve sempre autoridade.

Mesmo na prisão, nunca deixou de ter a maior autoridade: a autoridade do exemplo!

publicado por Theosfera às 23:14

Há quem escreva muito. Há quem escreva bem. E há quem escreva belamente.

São poucos os que atingem o último patamar. E serão ainda menos os que preenchem todos os requisitos.

D. António Couto é um deles.

«Estação de Natal» é, além de tudo, um livro comovente. Para ler com os olhos do coração e reler com os óculos da alma. A segunda edição acabou de sair.

A fé sairá fortalecida. E a esperança não deixará de despertar!

publicado por Theosfera às 12:08

Uma vida sem adversidades poderia ser agradável. Mas seria saborosa?

Sócrates, o filósofo da antiguidade, era de opinião que «uma vida sem desafios não vale a pena ser vivida».

Os obstáculos têm o raro condão de «puxar» pelo que de melhor há em nós. E que, tantas vezes, pode estar escondido, ignoto!

publicado por Theosfera às 09:59

Toda a gente gosta de ensinar. Bom seria que todos gostassem de aprender.

Charles Colton assinalou: «É sempre bom aprendermos, mesmo com os nossos inimigos; raramente é bom arriscarmo-nos a instruir, mesmo os nossos amigos»!

publicado por Theosfera às 09:56

O sofrimento é dispensável. Tomáramos nós não sofrer. Mas será possível não sofrer?

Eurípedes assinalou que «o sofrimento é a lei de ferro da natureza».

Acontece que uma vida sofrente pode não ser uma vida sofrível.

O sofrimento, apesar de inclemente, consegue depurar, acrisolar, purificar, amadurecer.

É o paradoxo supremo. O que mais custa é o que mais vale!

publicado por Theosfera às 09:53

O óbvio, muitas vezes, atraiçoa-nos.

É natural que certas atitudes nos façam sofrer.

Mas valerá a pena sentirmo-nos ofendidos? Não ofende quem quer, nem qualquer.

La Rochefoucauld até achava que «o homem verdadeiramente honesto é aquele que não se ofende com nada».

Pelo menos, poupa-se uma boa dose de sofrimento!

publicado por Theosfera às 09:49

Hoje, 05 de Dezembro, é dia de S. Martinho do Dume, S. Frutuoso, S. Geraldo, S. Bartolomeu Fanti, S. Filipe Rinaldi e S. Nicolau Stensen.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
contador
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro