O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 16 de Setembro de 2010

«A consciência é o melhor livro de moral e o que menos se consulta».
Assim escreveu (pertinente e magnificamente) Blaise Pascal.

publicado por Theosfera às 10:55

«Muito fácil é obedecer quando se sonha mandar».

Assim escreveu (perturbante e magnificamente) Jean- Paul Sartre.

publicado por Theosfera às 10:53

Se tantos conseguiram tanto, porque é nós não havemos de conseguir?

 

O santo não é extraterrestre. Não é sobre-humano. É da nossa terra. Pertence à nossa condição.

 

Deus não aprecia uma santidade que desumaniza, que desmundaniza ou que desfraterniza. A santidade é a consciência de que somos filhos e de que, por isso, somos irmãos. A santidade é fraternal, é amorosa, é empenhativa.

 

 Ser santo é ser verdadeiramente humano. É ser autenticamente feliz. Tudo isto inclusive nas circunstâncias mais adversas. O sermão da montanha é o código da santidade. Não é necessária a prosperidade, a riqueza ou a glória para ser santo. É possível ser santo na pobreza, no pranto, na adversidade, até na perseguição.

 

 Ser santo é deixar que Deus aconteça na nossa vida e na vida dos outros. Ser santo é participar na construção de um mundo melhor. É intervir na transformação da humanidade. É não pactuar com a injustiça. É falar com os lábios e testemunhar com a vida.

 

 A santidade está ao alcance de todos. É o que há de mais democrático e invasivo. Que se respire santidade na Igreja e na Humanidade.

 

 O santo é o grande sábio. É sábio porque é humilde e manso. Tem certezas, mas não agride quem ainda não as encontrou.

 

 O santo é o maior teólogo. Pode não exibir particular ciência, mas expende especial vivência. Há sabedoria maior do que aquela que está estribada na vida?

 

 Não digas, pois, que a santidade não é para ti. Claro que é. Foi Deus que quis fazer-te essa proposta. Todos nós somos pequenos, sem dúvida, diante de algo tão grande, tão pulcro.

 

 Ser santo é ser paladino da bondade, peregrino da esperança e construtor da paz. 

publicado por Theosfera às 10:49

As instituições são importantes, mas a pessoa tem de estar primeiro.

 

Quando se discutem temas como a pobreza, é fundamental que o enfoque seja colocado na pessoa dos pobres.

 

É por causa delas que as instituições existem.

publicado por Theosfera às 10:44

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

17
18

19

30


Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
contador
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro