O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 31 de Outubro de 2009

Qual é a coisa, qual é ela, que quanto pior funciona, mais se repete?

publicado por Theosfera às 22:22

Num tempo fora de tempo, celebramos a vida para lá da vida.

 

Assim o clima se associa à liturgia.

 

O Outono já vai adiantado e o Verão ainda perdura.

 

O tempo corre apressado e a eternidade está sempre a espreitar.

publicado por Theosfera às 15:29

Hoje é o dia mundial da poupança.

 

As pessoas pensam na poupança de dinheiro.

 

É preciso, sem dúvida, poupar dinheiro.

 

Mas é preciso poupar mais nos sentimentos de ódio, no rancor, na superficialidade.

 

Tanta coisa urge poupar.

 

O dinheiro. É preciso poupá-lo, mas é fundamental também saber partilhá-lo.

publicado por Theosfera às 13:54

A operação chama-se face oculta, mas está tudo na praça pública e a face do principal arguido vem estampada em tudo quanto é jornal e televisão. Será o nome o contrário da realidade? Ou é tudo uma questão de espectáculo?

publicado por Theosfera às 13:40

«Portugal está a viver um cenário de definhamento».

Assim escreveu (lapidar e magnificamente) Ernâni Lopes.

publicado por Theosfera às 11:20

«A cultura forma sábios; a educação, homens».
Assim escreveu (lúcida e magnificamente) Louis Bonald.

 

publicado por Theosfera às 11:18

«Quem peca é homem; quem chora por causa do pecado é santo; quem dele se vangloria é demónio».
Assim escreveu (pertinente e magnificamente) Thomas Fuller.

publicado por Theosfera às 11:15

Não é só na política que existe falta de reflexão.

 

António Barreto pôs o dedo numa ferida muito grande.

 

Parece que os políticos estão sempre cansados, sempre em viagem. Mingua, pois, o tempo para reflectir.

 

Na vida, também andamos assim. Sob uma capa de vanguardismo, sentimo-nos atrelados ao imediato, presos ao que vai passando à nossa frente.

 

Nem sequer nos apercebemos de que o melhor serviço é a diferença, não a repetição.

 

Urge reflectir. E, acima de tudo, inflectir.

publicado por Theosfera às 11:04

Sexta-feira, 30 de Outubro de 2009

Somos todos corruptos. Todos nos deixamos corromper. E, para cúmulo, espantamo-nos com a corrupção.

 

Eis o retrato do que tem vindo à tona nos últimos tempos. Parece que, em Portugal, nada mais há para contar. É só crise, gripe e corrupção.

 

Ainda bem que não é verdade. Mas é o que está na crista da onda. Até quando?

publicado por Theosfera às 20:03

Do discurso do Presidente da República, na tomada de posse do Governo, ficou-me esta acutilante admoestação: «Os cargos públicos são efémeros, mas o carácter dos homens é duradouro. Não são os cargos que definem a nossa personalidade, mas aquilo que somos em tudo aquilo que fazemos».

publicado por Theosfera às 19:58

O segredo mais extraordinário e chocante é aquele que se esconde diante dos nossos olhos.

 

Eis uma frase que consta do mais recente livro de Dan Brown, que, hoje mesmo, foi posto à venda em Portugal.

 

O Símbolo perdido parece ser mais uma incursão pelo suspense. Confesso que não sou grande apreciador deste escritor. Mas reconheço que é um brutal fenómeno de vendas.

 

Temos de estar atentos. Até porque o obscuro é o que, cada vez mais, domina o mundo.

publicado por Theosfera às 19:34

Quem mais ama é quem mais sente e quem mais sofre.

 

Deus quer a Igreja. Diria mesmo que Se arriscou a querer a Igreja. Mas, ainda assim, quis a Igreja.

 

Como dizia S. Cipriano, «ninguém pode ter a Deus por Pai se não tiver a Igreja por Mãe».

 

Deus é o maior amante e, por isso, é também, o maior crítico da Igreja.

 

Com todos os defeitos, é esta a Igreja que Deus quer.

 

Ele não quer outra Igreja. Quer, sim, uma Igreja outra.

 

Estará a Igreja disposta a colaborar com Deus?

publicado por Theosfera às 16:34

Eis uma reportagem que está a passar na televisão.

 

Uma investigadora doutorou-se em tatuagem.

 

Um doutoramento é algo complexo.

 

Será que a tatuagem envolve uma complexidade tal que justifique um doutoramento?

publicado por Theosfera às 14:09

Admiro quem tem a coragem de ser impopular.

 

Lastimo quem, querendo ser popular a todo o custo, acaba por se tornar ainda mais impopular.

 

É que quem quer agradar a todos não agrada a ninguém.

 

O povo pode não apreciar quem não agrada. Mas aprecia ainda menos quem só quer agradar.

 

Admiro Bento XVI.

publicado por Theosfera às 14:01

Outrora, havia democratas e não havia democracia.

 

Agora, há democracia. Haverá democratas?

publicado por Theosfera às 12:07

Uma liderança não se espera. Conquista-se!

publicado por Theosfera às 11:55

O Santo Cura d'Ars, figura inspiradora deste Ano Sacerdotal, foi um sacerdote incompreendido e contestado.

 

Os maiores (a bem dizer, os únicos) problemas que enfrentou foram-lhe levantados pelos colegas.

 

Por várias vezes, intentou fugir. Mas o povo foi sempre no seu encalço e abortou todos os intentos.

 

O seu bispo também o obsequiou com o seu apoio.

 

O povo nunca falta. E o Santo Padre é sempre uma luz que sobrepuja, de longe, as trevas que se levantam

publicado por Theosfera às 11:51

Os pessimistas podem não ter simpatia. O problema é se têm razão.

 

Ernâni Lopes assegura que «Portugal vai ter grandes dificuldades para sair desta crise».

 

E onde se vai sentir maiores problemas é na sociedade.

 

Uma nota de esperança, porém, assoma: tudo depende de nós, dos portugueses.

publicado por Theosfera às 11:42

As leis são protectoras do emprego, mas há cada vez mais gente sem trabalho.

 

Falta justiça, falta rumo, que desenvolvimento?

publicado por Theosfera às 11:31

A circulação dos jornais está a descer cada vez mais.

 

Lamento, mas confesso que não me espanta esta notícia.

 

Os jornais estão a deixar perder a sua identidade e a esbater o seu papel.

 

Erros gramaticais, sectarismos, especulações e sensacionalismos são os ingredientes mais notórios.

 

Já tentei, por várias vezes, deixar de ler jornais. Mas vou resistindo. Até quando?

 

As boas excepções, que também as há, apenas vêm confirmar a regra.

publicado por Theosfera às 11:27

Um homem que diz ter 112 anos casou com uma adolescente de 17. Na Somália. Na nossa aldeia. No nosso mundo.

publicado por Theosfera às 11:17

Andar para trás convencido de que se anda para a frente.

publicado por Theosfera às 11:02

Quinta-feira, 29 de Outubro de 2009

Aprendi a conhecê-la. Mas não consigo encontrá-la.

publicado por Theosfera às 22:06

Tenho andado a estudar o que aconteceu há cem anos, com a implantação da república e com a perseguição à Igreja.

 

As coisas não foram fáceis nem uniformes.

 

A história não se repete. Mas há grandes lições a extrair.

publicado por Theosfera às 21:42

Nem sempre concordo com Paulo Rangel. Mas acabo de confirmar que é um homem superiormente inteligente.

 

A entrevista que deu a Judite de Sousa talvez marque um ponto de viragem da discussão sobre a liderança do PSD.

 

Toda a gente percebeu que Marcelo Rebelo de Sousa se retirara da corrida quando disse que não queria ir «a ringue».

 

Não entendi assim. O que deduzi foi que Marcelo não quer uma liderança disputada entre muitos nomes. Quer uma solução de unidade.

 

Noto que Rangel pensa o mesmo. Ele acha que Marcelo vai avançar. E, como que em cascata, outros nomes já secundaram o apelo.

 

Se Marcelo não avançar, Rangel terá de o fazer apesar do entusiasmo que revelou pelas funções de deputado europeu.

 

Mas o que penso é que Rangel se está a posicionar para o pós-marcelismo.

 

Continuo a intuir que Marcelo, lá no fundo, está a apostar num cenário de eleições daqui a dois anos, num mandato como primeiro-ministro e numa candidatura a Belém, o seu grande sonho.

 

É óbvio que tudo isto se pode esfumar.

 

Para já, tudo são cenários. E, em cenários, Marcelo tem mostrado ser imbatível.

publicado por Theosfera às 21:34

Talvez haja apenas um pecado capital: a impaciência. Por causa da impaciência fomos expulsos do Paraíso, por causa da impaciência não podemos regressar».

Assim escreveu (original e magnificamente) W.H. Auden.

publicado por Theosfera às 11:24

Os jovens consideram normal a violência. Será normal?

publicado por Theosfera às 11:23

Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009

Mais uma breve ida a Resende.

 

É sempre reconfortante passar na terra onde nasci e cresci.

 

O sol de Outono dá-lhe toda a vivacidade e candura.

 

A simpatia das pessoas é supinamente comovente.

 

Obrigado, Resende!

publicado por Theosfera às 16:31

Na vida, raramente conseguimos fazer o que queremos.

 

São muitos os pedidos que me fazem, mas que implicam deslocações.

 

Tenho pena, mas, de momento, o meu quotidiano está totalmente preenchido.

 

Um servidor abdica de tudo. Até da vontade.

 

Obrigado pela compreensão.

publicado por Theosfera às 16:28

Terça-feira, 27 de Outubro de 2009

Ser padre não me leva a rever-me em tudo o que é feito pelos padres, a começar, obviamente, por mim.

 

Tenho bem presente a advertência de S. Gregório Magno acerca dos pastores. Sei que ele estava magoado por haver muitos sacerdotes, mas poucos a trabalhar na messe.

 

Não sei se o próprio Jesus não será anticlerical. Nem todo o anticlericalismo é filho do ódio. Muitas vezes, é filho do desencanto, da amargura.

 

É muita conhecida a passagem de Eça de Queiroz nas Farpas: «Ser padre não é uma convicção, é um ofício; o sacerdote crê e ora na proporção da côngrua. O povo, esse, reza. É a única coisa que faz além de pagar».

 

Isto é duro, sem dúvida. Porventura excessivo. Quiçá injusto. Mas não haverá um fundo de verdade? 

Importante reflectir. Urgente inflectir.

publicado por Theosfera às 20:10

D. António Sousa Braga, Bispo de Angra, considera que a actual crise «não é só económica e financeira, mas também espiritual».

 

Em Nota Pastoral a respeito da semana da Diocese, este responsável assinala que o mundo em «profunda mudança e em grande crise» exige «um empenhamento mais esclarecido e comprometido dos cristãos na sociedade, com o testemunho de vida evangélica, que, promovendo valores de humanidade, torne possível uma sociedade mais justa e fraterna».

publicado por Theosfera às 20:07

A relação entre a Igreja e a sociedade exige «uma profunda revisão de vida às nossas atitudes pessoais e dos nossos colaboradores, dos nossos serviços, estruturas e instituições».

 

O apelo foi feito pelo Bispo de Beja, em carta dirigida aos padres da diocese.

 

«O fermento não pode ficar isolado da massa destinatários da mensagem ou assumir uma atitude de agressão e de repúdio. Um perfeccionismo individualista e isolacionista não é evangélico, mas farisaico. Aqui surgem muitas das nossas dificuldades ministeriais», refere a missiva de D. António Vitalino.

 

Por isso, é preciso que o bispo e os sacerdotes cresçam «numa sã pedagogia da fé. Todos somos aprendizes e todos nos podemos ajudar mutuamente», assinala o prelado.

publicado por Theosfera às 20:03

 

Um estudo realizado pela Deco concluiu que cerca de 40 mil idosos passam forme em Portugal devido a dificuldades económicas e ao elevado preço dos alimentos.
 
O estudo publicado na edição de Novembro da revista Proteste, da Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco), foi realizado junto de cerca de 3500 portugueses com idades entre os 65 e os 79 anos e concluiu que 76 por cento dos inquiridos têm hábitos alimentares pouco saudáveis e que a «difícil situação económica e a falta de autonomia influenciam de forma negativa o que se come: mais de um quinto dos inquiridos indicou ter dificuldades financeiras».

 

publicado por Theosfera às 16:30

Diz a imprensa de hoje que os trabalhadores portugueses gastam, por ano, 270 milhões de horas de trabalho por causa de conflitos internos no local de trabalho.

 

Não é só a preguiça que contende com a produção. O conflito também não ajuda nada a produzir.

publicado por Theosfera às 11:50

Um jogador não é uma máquina. É uma pessoa. E dizer que é uma pessoa não é dizer menos. É dizer mais, infinitamente mais.

 

Um cicllista foi desclassificado. Um basquetebolista morreu. E, nas duas alturas, ouvimos, de novo, falar de substâncias dopantes.

 

A competição tem de ser uma coisa séria. Mas não pode ser uma obsessão. É bom ganhar quando se merece e sempre que se pode. A qualquer custo é que não. 

publicado por Theosfera às 11:47

Eram doze jogadores. Eram doze pessoas. Foram assassinados. Na Venezuela. Na nossa aldeia. No nosso mundo.

publicado por Theosfera às 11:45

Segunda-feira, 26 de Outubro de 2009

«Caridade é perdoar, não transigir».
Assim escreveu (notável e magnificamente) Manuel Tamayo y Baus.

 

publicado por Theosfera às 19:28

Qualquer hora é boa para orar, maxime para celebrar a Santa Missa. Mas confesso que, ao cair da noite, tem outro sabor.

 

À noite, faz lembrar, ainda mais, a Última Ceia, onde tudo começou, onde ouvimos o que, agora, fazemos: Fazei isto em memória de Mim.

 

A Eucaristia é um acontecimento eminentemente vespertino. Foi, de facto, ao cair da noite que os disípulos de Emaús pediram a Jesus: Fica connosco, Senhor, porque anoitece.

 

E Ele ficou e deu-Se a conhecer ao partir do pão. Na Eucaristia, portanto.

publicado por Theosfera às 19:23

Bento XVI defendeu que a leitura da Bíblia exige «a compreensão de cada texto individual a partir do conjunto».

 

O Santo Padre falava diante de 400 docentes, estudantes e funcionários do Instituto Bíblico Pontifício, por ocasião dos 100 anos da sua fundação.

 

Depois de sublinhar o aumento do interesse pela Bíblia no decorrer deste século, Bento XVI afirmou que, «graças ao Concílio Vaticano II, em especial à Constituição dogmática Dei Verbum, compreendeu-se ainda mais a importância da Palavra de Deus na vida e na missão da Igreja».

 

Esse mesmo documento, disse ainda, frisou a «legitimidade e necessidade do método histórico-crítico, resumindo-o em três elementos essenciais: atenção aos géneros literários: estudo do contexto histórico; exame do que se costuma chamar Sitz im Leben».

 

Para Bento XVI, «o pressuposto fundamental sobre o qual repousa a compreensão teológica da Bíblia é a unidade da Escritura».

 

O Sumo Pontífice deixou votos de que «a Sagrada Escritura se torne neste mundo secularizado não somente a alma da teologia, mas também a fonte da espiritualidade e do vigor da fé de todos os fiéis em Cristo».

 

«É à Igreja que é confiado o ofício de interpretar autenticamente a palavra de Deus escrita e transmitida, exercitando a sua autoridade em nome de Jesus Cristo», acrescentou.

publicado por Theosfera às 19:19

Quando insistimos, demasiado, na racionalidade nem sempre conseguimos crescer.

 

A razão aponta-nos possibilidades que cabem no nosso entendimento.

 

Mas a fé mostra-nos horizontes oferecidos ao nosso coração.

 

A razão situa-nos uma coisa entre A e B.

 

A fé não conhece limites. Ele é o eco do Ilimitado.

publicado por Theosfera às 11:11

«Eu sou um revolucionário pacífico, um pobre que sangra, um pai que chora, um português que ama».

Assim escreveu (sentida e magnificamente) o Pai Américo.

publicado por Theosfera às 11:09

Dois efeitos são de anotar, num plano muito empírico, de toda esta questão Saramago: o livro vende-se bem e sobre a Bíblia fala-se bastante.

publicado por Theosfera às 11:07

Domingo, 25 de Outubro de 2009

Tenho a maior veneração por todos os meus irmãos padres, mesmo por aqueles que não conhece.

 

Isso não me impede de acolher algumas perplexidades.

 

Confesso que não sei o fazem armas (ainda por cima, ilegais) em casa de um padre.

 

Não julgo ninguém.

 

Mas há coisas que me deixam completamente descompensado...

publicado por Theosfera às 19:33

Os simples comovem-me.

 

Os humildes convencem-me. E enternecem-me.

publicado por Theosfera às 19:06

Desde há anos que no Iraque é sempre a mesma coisa.

 

Hoje, mais um atentado, mais mortos, mais pranto.

 

Uma pergunta, vadia, invadiu-me neste nocturno fim de tarde: no Iraque ainda gente para matar, ainda há gente para morrer?

publicado por Theosfera às 19:03

Na minha terra natal (S. João de Fontoura, Resende), as eleições saldaram-se por um empate a 282 votos.

 

Inicialmente, a vitória tinha sido dada a um grupo de independentes por um voto.

 

Mas a recontagem, operada em tribunal, resultou num empate.

 

Hoje, há novo acto eleitoral.

 

Certamente, haverá serenidade e civismo. como é apanágio daquelas boas gentes.

 

Muita paz no Senhor. 

publicado por Theosfera às 16:25

Numa altura em que tanto precisamos de unidade, eis mais uma vaga de causas fracturantes.

 

Como é que pessoas que pouco apreço têm pelo matrimónio querem formalizar um casamento?

 

A vida privada a cada um diz respeito.

 

Mas o casamento não é tão privado assim. É o alicerce da vida pública.

 

Adjectivar a família acaba por ser um modo de a esvaziar. Não há família tradicional versus famílias alternativas.

 

A família, resultante da união do homem e da mulher aberta à geração de novos seres, é a âncora da sociedade e o sedimento da sua estabilidade.

 

Se a família cresce em instabilidade, como pretender a estabilidade na sociedade?

 

Serenidade, pois.

publicado por Theosfera às 15:33

Mais uma vez, Lamego marcou pontos nos indicadores da solidariedade.

 

Esta manhã, foram largas as centenas de pessoas que demandaram uma escola da cidade para dar sangue.

 

Uma bela maneira de começar este Domingo, dia do Senhor. Ele também deu o seu sangue por nós, por todos.

publicado por Theosfera às 15:30

Sábado, 24 de Outubro de 2009

A beatificação de João Paulo II será a seguir à Semana Santa. 

 

Veja aqui.

publicado por Theosfera às 14:12

Tenho pena de não estar presente. Estarei em espírito.

 

Clique aqui.

publicado por Theosfera às 06:26

Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009

Ricos alemães são generosos.

 

Veja de que modo.

 

Clique aqui.

publicado por Theosfera às 20:34

Confesso que estou confundido com tudo isto.

 

Clique aqui e aqui.

publicado por Theosfera às 20:26

Foi já na pretérita semana que faleceu Mário Mota Marques, líder da comunidade Bahá'i em Portugal.

 

Era um homem bom, de bem. Paz à sua alma.

publicado por Theosfera às 19:22

Os despedimentos sobem. O desemprego aumenta. O défice não desce.

 

Como se responde a esta situação?

 

Mário Ramires resume tudo numa afirmação: o poder ilude, a oposição desilude.

 

Numa altura destas, precisávamos mais de transformação do que de gestão.

 

Mas quem está em condições de transformar?

 

Os cidadãos assumem que não podem.

 

O governo alega que não consegue.

 

Tudo indica que teremos um governo um pouco mais suave, quiçá menos determinado, acima de tudo para gerir a conjuntura.

 

E a transformação da realidade ficará para mais tarde. Para nunca?

 

Se as coisas não piorarem já não será mau, tenderemos a dizer.

 

A nossa auto-estima contenta-se com pouco.

 

Que, ao menos, não se calem as vozes proféticas.

 

A Igreja, neste particular, pode fazer mais. E deve fazer melhor.

publicado por Theosfera às 16:33

As estradas de Portugal continuam a ser um cemitério.

 

Clique aqui.

publicado por Theosfera às 16:32

«Conhecerás o futuro quando ele chegar; antes disso, esquece-o».

Assim escreveu (avisada e magnificamente) Ésquilo.

publicado por Theosfera às 11:55

Vem na imprensa de hoje.

 

O padre José Vieira, missionário oriundo de Cinfães, foi ameaçado.

 

Está no Sudão, no Darfur.

 

Rezemos por ele.

 

E, já agora, passemos pela sua página.

 

Clique aqui

publicado por Theosfera às 11:53

Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009

Acabo de tomar conhecimento da composição do no Governo.

 

Do fundo do coração, desejo-lhe o melhor.

 

Parece tratar-se, à primeira vista, de uma remodelação e, portanto, tudo aponta no sentido da continuidade.

 

Há nomes previsíveis. Isabel Alçada era dada, há muito, como certa na pasta da Educação. Apenas se estranha que ontem dissesse não ter sido convidada. Terá sido convidada apenas hoje? Prevê-se que vá fazer na Educação o que Ana Jorge foi fazer na Saúde: apaziguar.

 

Gabriela Canavilhas é, sem dúvida, um nome forte na Cultura. Conheço-a de a ouvir na Antena 2. É uma pianista competente, simpática, talvez um pouco deslumbrada e algo palavrosa.

 

 

Se me permitem uma pequena ironia, é impossível não achar graça à ida de Santos Silva para a Defesa. Para quem assume gostar de malhar (embora em sentido figurado), está bem colocado.  

publicado por Theosfera às 19:40

Seja o Monsanto ou o Everton, é impressionante a capacidade do Benfica.

 

Em pouco mais de seis minutos, marca três golos e já lá vão quatro à equipa inglesa.

 

Grande Benfica, este ano!

 

Todos os adversários são asfixiados pelo futebol compressor dos encarnados.

publicado por Theosfera às 19:13

 

Sempre olhei para o ateísmo como o irmão gémeo, embora desavindo, da fé.
 
No fundo, o ateu é alguém que, desencantado com os crentes mas, ao mesmo tempo, incapaz de não crer, acaba por crer ao contrário. O ateu crê que Deus não existe.
 
Curiosamente, o descrente faz mais pela causa do ateísmo que o próprio ateu.
 
O descrente nada diz, não se preocupa. Aparenta até despreocupar-se com tudo o que respeita a Deus. No descrente, de facto, Deus não palpita.
 
Já num ateu, Deus está sempre a emergir. O ateu milita, protesta. E, deste modo, acaba por contribuir para que se mantenha presente (pelo menos, na linguagem) Aquele que diz estar ausente.
 
O alvo do ateu é Deus, mas o problema do ateu é, quase sempre, com os membros da Igreja. Deus é alvejado por arrastamento.
 
Isto levanta uma questão muito delicada. De quem é que Deus é mais vítima? De quem diz negá-Lo lá fora ou de quem, na prática, O obscurece cá dentro?
 
Uma coisa é certa. Preocupa-me menos quem assume ser ateu lá fora do que quem se comporta como ateu cá dentro.
publicado por Theosfera às 16:37

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14




Últ. comentários
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Lindo e profundo texto, Senhor Doutor. Obrigada pe...
É bem verdade.
linda reflexão!
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
contador
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro